Como fazer crianças experimentarem novos alimentos?

Leia o artigo da Vida Real e saiba como fazer as crianças experimentarem legumes e verduras, assim como novos tipos de alimentos.

Por que é tão difícil fazer com que as crianças experimentem novos alimentos? Aqui, a tática adotada é: “não pode dizer que não gosta sem antes experimentar”. Mas nem sempre funcionou assim. O que funcionou mesmo foi a insistência – não deixei de servir aquele alimento e fui adaptando a forma de preparo para testar possibilidades. Por exemplo: aqui ninguém gosta de brócolis refogado, mas todo mundo gosta se forem assados com fio de azeite, sal e pimenta do reino. Ficam crocantes, deliciosos!

Uma tática que já vi muita gente aplicar: esconder legumes e verduras no feijão, na sopa (que vai para o liquidificador e vira “sopa de tudo”), no arroz, no molho do macarrão. Mas não gosto muito dessa estratégia. Acho que a gente precisa saber o que está comendo, conhecer o sabor daquele alimento e as possíveis variações que ele permite. Cenoura, por exemplo: vira bolo, suco, suflê, salada. Seu filho pode até achar que não gosta de cenoura, mas de alguma forma ela entra no prato dele. Essa é uma forma de mostrar que ele gosta de mais legumes do que imagina e, assim, as resistências vão sendo quebradas.

Outra tática que sempre dá certo é envolver as crianças no preparo. Peça ajuda para descascar, misturar, temperar. Fale das características nutricionais daquele alimento, peça que provem e deem sua opinião. Sirva e elogie o prato que ele ajudou a preparar. Agora, uma questão crucial nessa história: se você não gosta de experimentar novos alimentos, se não come e não serve legumes, verduras e frutas, não vai poder exigir que seu filho o faça. A mudança começa em você. O exemplo ainda é a melhor escola.